Você não tem permissão para ver essa notícia

Inclusão e Diversidade

Mulheres inovadoras

Encontro do KNOW debateu papel feminino na transformação digital. Assista

11 de dezembro de 2018

“Devemos criar um ambiente inclusivo para todas as nuances”. Com essas palavras o presidente da KPMG no Brasil, Charles Krieck, abriu o IX Encontro do KNOW (KPMG's Network of Women) no dia 9 de novembro, na sede em São Paulo.

O KNOW é um dos pilares do Comitê de Inclusão e Diversidade da KPMG criado com o objetivo de promover o desenvolvimento da carreira de executivas, transformando a KPMG em Clear Choice para mulheres.

O evento reuniu profissionais renomadas para compartilhar suas histórias e conhecimento em um debate sobre inovação digital, modelos de negócios e o papel feminino nesse processo de transformação.

Patricia Molino, sócia-líder da prática de People & Change e do Comitê de Inclusão e Diversidade da KPMG no Brasil abriu a programação com uma palestra sobre o estudo Global Female Leaders Outlook  com as perspectivas de 699 executivas de 42 países.

A sócia destacou que as executivas se dizem menos confiantes na economia e nos mercados, mas especialmente na evolução de suas carreiras nas empresas em que atuam, se comparadas as respostasados CEOs homens. “O mercado ainda não  consegue sinalizar para as mulheres que elas têm espaço para crescer dentro da empresa”, explica. "O encontro é uma oportunidade de convidar as mulheres a serem mais ambiciosas em seus setores e lembrar a importância do apoio das lideranças neste caminho", completa.

A jovem especialista em Digital Transformation da KPMG no Brasil, Thammy Marcato, conduziu a palestra: Transformação digital e novos modelos de negócio.  Ela explicou o momento atual de transformação digital. “Novas tecnologias digitais e modelos mentais criam novos modelos de negócio, com proposições de valor que desafiam exponencialmente os bens e serviços existentes”, comentou.

Transformações de mercado

O encontrou ainda contou com um painel de debates mediado pela sócia-líder de Tax Transformation da KPMG no Brasil, Marienne Coutinho. Participaram Daniela Klaiman, fundadora da startup Unlock the Future; Katia Ortiz, country manager da Service Now no Brasil; e Paula Paschoal, diretora geral do PayPal Brasil.

Elas apresentaram suas histórias de carreira, destacando alguns aprendizados fundamentais nesta trajetória.

Marienne Coutinho propôs uma reflexão sobre como é possível se atualizar em meio a tantas transformações digitais. “Tudo chegou muito rápido e saímos nessa jornada de busca por atualização, pois só posso transformar a empresa se mudo minhas habilidades e consciência”, comentou.

Para Paula Paschoal, a diversidade é muito importante nesse momento de transformação.“Não precisamos de pessoas que pensem de maneira igual, necessitamos de diversidade que comunique, de pessoas que se sintam à vontade para trazer novas ideias”, explicou.

Já Katia Ortiz falou sobre as mudanças no ambiente de trabalho e a expectativa da geração de millennials. “Esses jovens não se identificam com os ambientes tradicionais, precisamos entender esse mundo novo para adaptar as empresas e atrair os talentos”.

Daniela Klaiman, entre outras contribuições, trouxe novas perspectivas sobre o futuro. Para ela, o momento atual traz um despertar de consciência. “Essa é a primeira geração que pode perguntar se é feliz no trabalho, vivemos a era do feminino, o que nos traz um certo despertar de consciência para todas essas questões”, conclui.

Assista, a seguir, depoimentos das participantes do evento:
 



Ouça também:
Prontas para as transformações digitais
Podcast com as sócias Patricia Molino e Estela Zanata sobre os resultados da pesquisa Global Female Leaders

()