Você não tem permissão para ver essa notícia

Podcasts

Mudanças climáticas

Investidores começam a priorizar empresas com políticas de preservação ambiental.

15 de fevereiro de 2019
zibas

As questões climáticas fazem parte da agenda das principais economias mundiais e são discutidas anualmente na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP). O evento reúne representantes e especialistas internacionais a fim de definir medidas para redução da emissão de gases.

A última edição da conferência, a COP 24, foi realizada em dezembro de 2018, na cidade de Katowice, na Polônia. O sócio-diretor da área de Sustentabilidade da KPMG no Brasil, Ricardo Zibas, esteve presente junto com a delegação brasileira e compartilhou os principais pontos discutidos por lá.

Dentre as principais tendências debatidas no evento, Zibas destaca o enfoque em negócios e mercado. De acordo com o sócio, já existe uma pressão por parte dos investidores para que as empresas atuem com foco na sustentabilidade, principalmente quando se trata do uso de energias renováveis. “Está muito claro que os millennials, os investidores do futuro, querem que as companhias se afastem dos combustíveis fósseis, e essa solicitação tende a aumentar”, esclarece.


Ricardo Zibas

A transição para o uso de energia renovável continua, e as políticas governamentais seguem nessa direção. O sócio cita o aumento dos veículos elétricos na Europa como exemplo dessa tendência.

Engajada nas discussões do âmbito governamental, a KPMG acompanha as mudanças e perspectivas do setor para compreender o marco regulatório. “Temos a expertise não só de fazer a mensuração desses compromissos, mas também de fazer a previsão de cenários futuros”, afirma Zibas.

No áudio a seguir, você acompanha os principais insights do sócio. Ouça!

 

Nenhum ()