Você não tem permissão para ver essa notícia

Vídeos

Nova agenda automotiva

O que dizem as lideranças sobre as transformações do setor.

23 de abril de 2019

A 20ª edição da Global Automotive Executive Survey (GAES), Pesquisa Executiva Automotiva Global da KPMG, traz uma análise das respostas de quase mil executivos seniores das principais empresas automotivas do mundo e confronta as opiniões de mais de 2 mil consumidores em todo o mundo sobre temas relevantes para a indústria automotiva: tendências, insights, visão de futuro, ecossistemas, valor para o consumidor.

Conectividade e digitalização continuam sendo temas relevantes no processo de reestruturação da indústria automotiva global. Novas linhas de negócio e novas formas de relacionamento com os consumidores já fazem parte da agenda dos executivos, segundo mostra o estudo.

A indústria tende a unir-se a outras empresas e transformar-se à medida que o setor aderir à revolução tecnológica.

Segundo a pesquisa, cresce a expectativa por um ecossistema de mobilidade e logística. Para 60% dos executivos, no futuro não haverá diferença entre o transporte de pessoas e o transporte de mercadorias.

Para 83% deles, as empresas precisam repensar seus modelos de negócios e criar um ecossistema de mobilidade por meio de cooperação.

As tendências globais indicam adoção em larga escala de veículos a bateria. Isso difere do Brasil, que mantém o olhar para o uso do etanol em veículos híbridos, considerando a nossa escala de distribuição.

O estudo aponta pelo segundo ano consecutivo a redução do número de lojas ou a conversão para outros serviços em um percentual de 30% a 50%, até 2025.

Já para os consumidores, é nítido o desejo de comprar um veículo híbrido como próximo automóvel.

Clique aqui para ler o estudo completo. Ele está disponível em plataforma interativa e oferece acesso personalizado.

Um capítulo brasileiro da GAES

A KPMG no Brasil é a primeira organização a obter a chancela da firma global para desenvolver um capítulo regional do estudo, cujo resultado está previsto para sair em junho, momento em que a indústria começa a pensar as perspectivas para o próximo ano.

“A relevância do nosso mercado ajudou muito nessa decisão de criar um capítulo brasileiro. Esse documento também vai permitir que mergulhemos mais profundamente em determinadas questões”, declara Ricardo Bacellar, líder do setor automotivo da KPMG no Brasil, no vídeo a seguir.

Bacellar e Aline Dodd, líder Europa da KPMG para o setor Automotivo, avaliam neste vídeo a grande transformação pela qual a indústria automotiva precisa passar, considerando os novos valores do mercado consumidor ao adquirir um produto ou contratar um serviço de mobilidade. Confira:
 

 

()