Você não tem permissão para ver essa notícia

Podcasts

Estratégia da indústria automotiva brasileira se apoia em duas agendas

Capítulo brasileiro da Global Automotive Executive Survey revela as prioridades do setor.

5 de setembro de 2019
veículos sendo montados em fábrica

A indústria automotiva brasileira trabalha, estrategicamente, com duas agendas, a de hoje e a de amanhã, a fim de garantir a sua sobrevivência e, ao mesmo tempo, construir seu futuro, como revela a Global Automotive Executive Survey, realizada pela KPMG no Brasil junto com a AutoData Editora.

Pela primeira vez, o estudo dedicou um capítulo para avaliar as perspectivas do mercado local. Via internet, foram captadas as respostas de 256 executivos de diferentes elos da cadeia automotiva e 1.004 consumidores residentes em todas as regiões do Brasil.

A pesquisa mostra que, em sua estratégia, a indústria tem priorizado questões relativas à agenda de hoje, como a redução de custos, a digitalização de processos e a parceria com fornecedores, em busca de melhoria de performance e de eficiência operacional. Mas não descuida da construção de seu futuro, antenada com os avanços da tecnologia, de olho na parceria e colaboração das startups. A oferta de serviços é um dos pontos estratégicos da agenda do setor.

Homem de social, cabelo grisalho, olhando para frente
Ricardo Bacellar
Homem de social, usando óculos, olhando para frente
Márcio Stéfani

Neste podcast, Ricardo Bacellar, líder do setor Automotivo da KPMG no Brasil, e Márcio Stéfani, diretor da AutoData Editora, detalham como os gestores conciliam as duas agendas e quais os seus grandes desafios.

Assista também:

Executivos da indústria automotiva comentam pesquisa inédita

Nenhum ()