Você não tem permissão para ver essa notícia

Private Equity

Tendências em Private Equity e Venture Capital

Estudo traz uma análise do ciclo de investimentos dos últimos anos.

12 de agosto de 2019
Homem de roupa social está de costas e em cima de cubos flutuantes

O estudo público mais recente com dados de investimentos dos fundos de Private Equity, Seed e Venture Capital no Brasil já está disponível para consulta.

Em sua sétima edição, o estudo Consolidação de Dados de Private Equity,

produzido pela KPMG em parceria com a ABVCAP, traz uma análise de dados que revela as principais tendências históricas dos segmentos no período de 2011 a 2018.

A pesquisa reúne informações públicas de 159 gestores de recursos nacionais e estrangeiros, além de informações sobre a quantidade de investimentos e desinvestimentos de outros 52 gestores.

A publicação deste ano apresenta informações sobre capital comprometido total e disponível, fundraising, investimentos e saídas, com diversas aberturas, inclusive por setores da economia e modalidades de private equity e venture capital.

Confira alguns destaques:

Capital Comprometido Total

O estudo mostrou recorde no Capital Comprometido Total nos últimos anos, como consequência do alto volume de fundraising em 2018. Para isso, considerou os investimentos de veículos de investimento geridos por gestores independentes, familly offices, fundos soberanos e agências governamentais que atuam no modelo de private equity e venture capital.

Investimentos

Os dados de 2018 e o ticket médio dos investimentos por modalidade do mesmo ano indicam que já existe capital disponível para se investir em aproximadamente 438 empresas nos próximos anos

Venture Capital

Foram analisados os dados de 211 organizações investidas, divididas por tipo de empresas e região do país. Fintechs e insurtechs representaram 19% das empresas investidas, destacando-se em relação às demais. A região sudeste concentra 74% das empresas investidas em 2018.

Desinvestimento

O recorde de desinvestimentos de 2017 foi superado em 2018, com o registro de 80 empresas desinvestidas. As saídas correspondem ao total de R$ 13,7 bilhões em 2018.

Para acessar o estudo na integra e conferir todos os resultados, clique aqui.

Nenhum ()