Você não tem permissão para ver essa notícia

Advisory

Fraudes bancárias

Pesquisa conclui que riscos aumentam na era digital bancária. Ouça podcast sobre o assunto.

10 de outubro de 2019
homem de terno sentado em uma cadeira na mesa em frente a um microfone

A revolução tecnológica transforma processos em todos os setores. À medida que novos modelos de negócio são implementados, os bancos também atualizam seus serviços.

Os aplicativos de serviços financeiros ganham espaço todos os dias. Internet banking e mobile banking já são a primeira opção para muitos clientes no momento de realizar transações bancárias. Os bancos reduziram as agências físicas nos últimos anos e têm investido cada vez mais no universo digital.

O estudo Global Banking Fraud Survey, produzido pela KPMG International, analisa o cenário atual de serviços bancários. A pesquisa entrevistou profissionais de investigação, riscos e segurança de 43 bancos de varejo ao redor do mundo.

Os resultados revelam que o ambiente digital favoreceu o aumento dos riscos de fraudes e que os ataques cibernéticos são o maior desafio para as instituições bancárias.

Ampliar as barreiras de segurança digital é fundamental. “Antes, a segurança estava relacionada ao meio físico. Agora, é preciso considerar soluções tecnológicas de proteção, como o uso de inteligência artificial e data analytics, para solidificar sistemas antifraude”, destaca Antonio Gesteira, sócio-líder de Serviços Forenses da KPMG no Brasil.

Os principais bancos brasileiros já estão se adaptando à nova realidade. O sócio explica que os bancos de médio porte que já nasceram digitais são diretamente impactados pelas fraudes. E, assim, eles já investem em estruturas de proteção desde o início de suas atividades.

Neste cenário, assessoria e compliance são práticas que podem ajudar as instituições de forma efetiva. Um trabalho com especialistas é capaz de implementar sistemas específicos para cada caso e prevenir fraudes.

No podcast a seguir, Antonio Gesteira aborda o tema de forma detalhada e apresenta as principais diretrizes para o gerenciamento de risco das instituições de serviços financeiros. Ouça!

 

 

()