Você não tem permissão para ver essa notícia

Advisory

Fusões e Aquisições em alta

Sócio Luís Motta traça um panorama do mercado. Ouça o podcast!

29 de outubro de 2019
Homem de cabelo grisalho, usando roupa social, está de braços cruzados, sorrindo em corredor

Desde 1994, a KPMG estuda e divulga o cenário de fusões e aquisições. Quando assessora um processo que envolve fusão ou aquisição, conta com uma base de dados das transações que acontecem por setor, o que ajuda no embasamento para um potencial comprador ou vendedor entender o que está acontecendo no mercado.

“Temos uma vasta base de dados com todo o histórico de cada setor nos últimos 25 anos, o que sustenta uma análise mais estratégica”, destaca Luís Motta, sócio da KPMG, responsável pela área de assessoria em processos de fusões e aquisições de empresas.

Crescimento expressivo

O mercado de fusões e aquisições no Brasil registrou crescimento de 18% no número de transações no primeiro semestre de 2019. Foram 543 transações contra 461 em 2018.

O grande responsável por esse crescimento foi o investidor brasileiro, que, segundo avalia Motta, viu com algum grau de antecedência uma oportunidade no mercado. “Pensando nos brasileiros, observamos um crescimento de 39% de transações, com um aumento de 97 transações em relação ao primeiro semestre do ano passado.”

Já em relação ao investidor estrangeiro, o estudo observou redução de 18% no número de transações, com 34 negócios.

Setores que mais se destacaram

O estudo da KPMG mostra que o setor de Internet foi o que mais se destacou no primeiro semestre de 2019, com 116 transações, contra 73 no mesmo período do ano passado. Isso significa um crescimento de 59%, analisado por Motta no podcast.

Em segundo lugar estão as empresas de Tecnologia da Informação, com crescimento de 11% – 61 transações contra 55 verificadas no primeiro semestre de 2018.

Em terceiro lugar, surpreendendo, estão as empresas de Real Estate, com 38 transações contra 7 no mesmo período do ano passado. Motta acredita que o crescimento de 442% neste setor foi impulsionado pela queda nas taxas de juros e pela melhoria gradual das  perspectivas econômicas a partir de 2018, uma vez que um processo de fusão ou aquisição leva alguns meses para ser definido.

O estudo da KPMG também mostra um empate técnico entre as empresas de energia e as empresas do setor de saúde. Ambas tiveram 29 transações no primeiro semestre de 2019.

No segmento de energia, foram 29 transações contra 17 no mesmo período no ano passado. O que representa um crescimento de 71%.

Já no segmento da saúde, o número passou de 21 transações, no primeiro semestre do ano passado, para 29 no primeiro semestre deste ano. Um crescimento de 38%, que mostra, segundo Motta explica no podcast, um movimento de consolidação dos investimentos brasileiros.

Um outro tipo de transação mais do que dobrou, como apurou o estudo da KPMG. No primeiro semestre de 2019, 31 empresas brasileiras se internacionalizaram, contra 15 no mesmo período de 2018. Só na indústria alimentícia foram quatro transações. “Elas costumam comprar empresas que possuam uma marca forte no exterior, em busca de ganhos de escala e redução de custos com logística”, explica Motta no podcast. Para ele, muitas vezes é mais vantajoso ser multinacional e ter várias plataformas no mundo do que operar no Brasil e exportar, enfrentando barreiras aduaneiras.

Um novo recorde

Motta espera um novo recorde de transações em fusões e aquisições no consolidado de 2019. “Nós verificamos isso em 2018, nos 12 meses, quando houve um recorde de 967 transações”, destaca.

A expectativa para este ano, considerando o volume de transações no primeiro semestre, é que o mercado de fusões e aquisições, pela primeira vez, ultrapasse a marca de mil transações no ano.

No podcast que você ouve a seguir, Luís Motta traça um panorama do mercado de fusões e aquisições, analisa os resultados do primeiro semestre de 2019 e dá a dica de como o mercado pode se comportar em 2020.

Homem de social, sorrindo, está sentado atrás de mesa com um microfone

Saiba mais

Para saber mais sobre o mercado de fusões e aquisições no primeiro semestre de 2019, confira a repercussão na mídia das entrevistas concedidas pela KPMG.

Fusões e aquisições em hospitais e setor imobiliário

Fusões e aquisições em mídia e telecom 

Fusões e aquisições em mineração

Fusões e aquisições em empresas domésticas

Nenhum ()