Você não tem permissão para ver essa notícia

KPMG Digital

O CEO e o Startupeiro

Um bate-papo sobre as diferenças entre as empresas convencionais e startups no momento de inovar.

7 de fevereiro de 2020
homem de camisa branca e cabelos curtos ao lado de um homem de terno, óculos e careca

Tudo começou durante um encontro entre o sócio-diretor de Emerging Giants da KPMG no Brasil, Robson Del Fiol, e o CEO João Cláudio Guetter.

Guetter tem vasta experiência como executivo, conselheiro e investidor, e Del Fiol é experiente no mundo das startups. Eles começaram a conversar sobre o desenvolvimento de soluções inovadoras em empresas e startups, as diferenças, desafios e particularidades de cada lado.

Eles perceberam, por exemplo, que a criação de um departamento de inovação em uma grande empresa é uma boa alternativa se houver o envolvimento de todas as áreas para sustentar as ideias, o que é bastante desafiador. Já as startups lidam com a inovação de uma forma diferente no momento de compartilhar insights para o desenvolvimento dos negócios, as ideias em geral são aceitas mais facilmente.

A fase de teste de ideias costuma ser diferente para as empresas. Enquanto as startups testam seus novos produtos ao longo da implementação e lançamento, corrigindo os erros durante o processo, as grandes empresas ainda possuem uma cultura de que o erro é inaceitável, logo, os profissionais ficam presos aos riscos, e a evolução caminha mais devagar.

O processo de inovação para as startups segue acelerado de tal modo que, se os empreendedores observam outras oportunidades, eles vendem seus negócios e começam outros novos, sem receio.

Foi a partir dessas e de outras observações que eles decidiram escrever um artigo intitulado “O CEO e o Startupeiro”. O texto original deu origem ao podcast a seguir. Acompanhe esse bate-papo:

 

 

()