Você não tem permissão para ver essa notícia

Iniciativas institucionais

KPMG intensificou ações sociais durante a pandemia

Ações de emergência apoiadas pela organização impactaram brasileiros por todo o País.

19 de junho de 2020

Desenvolver projetos para apoiar a sociedade e transformar a vida das pessoas faz parte da cultura da KPMG. E esse propósito foi reforçado durante a pandemia.

Assim que a doença provocada pelo novo coronavírus começou a avançar pelo País, o time de Cidadania Corporativa da KPMG no Brasil, apoiado pelo Comitê de Combate à Pandemia, analisou o cenário para encontrar a melhor forma de colaborar com quem mais precisava. Para isso, realizou uma pesquisa com mais de 100 ONGs para compreender as necessidades locais imediatas.

Quarenta e uma dessas ONGS, presentes em 17 cidades de nove estados e Distrito Federal, responderam à pesquisa. A partir dessas informações, a KPMG iniciou uma campanha interna de crowdfunding.

Foram arrecadados e revertidos em doações R$ 208 mil com o apoio dos profissionais, além do investimento próprio da KPMG de R$ 360 mil. As doações impactaram mais de 15 mil brasileiros atendidos pelas ONGs, totalizando 52 toneladas de alimentos, 35 mil itens de higiene, 2.750 máscaras de proteção e 372 frascos de álcool em gel, além de doação financeira.

Corrente do bem
As ações de cidadania recorrentes na KPMG para apoio a ONGs e sociedade também ganharam força extra para o momento de pandemia.

O projeto Pequeno Cidadão de São Carlos (SP), que conta com o apoio financeiro da KPMG desde seu início, atende 220 alunos com aulas de reforço, artes, esportes, entre outros. Com o isolamento social, as atividades foram interrompidas e, para garantir que as crianças continuassem com suas refeições diárias, a KPMG distribuiu R$ 61 mil em vales-alimentação às famílias de todos os alunos do projeto para os meses de abril, maio e junho. Os vales continuarão a ser oferecidos durante o período de isolamento social.

Anualmente, a equipe de Cidadania Corporativa engaja os profissionais da empresa na campanha de inverno para ajudar pessoas em situação de rua em São Paulo, capital. Por conta da pandemia, a campanha foi antecipada e já doou uma tonelada de alimentos e 1.600 cobertores para a ONG Turma da Sopa, que, mesmo com time reduzido de voluntários, promove a entrega de sopa e cobertores na cidade por meio de outras parcerias.

No escritório do Rio de Janeiro (RJ), um grupo de profissionais realiza a distribuição semanal de quase 1.000 marmitas a moradores de rua do centro da cidade e de bairros como Jacarepaguá, Vila Isabel, Tijuca e Copacabana. De acordo com os recursos levantados entre os funcionários, fazem ainda doações de outros itens, como máscaras, água, kits de higiene e cobertores.

Os profissionais do escritório da KPMG em Belo Horizonte (MG) se organizaram para doar 41 cestas básicas, 41 kits de higiene pessoal e limpeza, e 145 máscaras de proteção para a comunidade Aglomerado da Serra.

Em São José dos Campos (SP), os profissionais aderiram ao movimento “SJC sem fome – Covid-19” e doaram R$ 2.500,00 para a campanha que fornece cestas básicas às famílias carentes da região.

 

 

()