Você não tem permissão para ver essa notícia

Energia e Recursos Naturais

Estratégia de óleo e gás e potencial do Rio

Ouça na íntegra o último KPMG Live com Manuel Fernandes e Anderson Dutra.

19 de junho de 2020

Na última quinta-feira (18), o KPMG Live destacou o panorama de mercado do Rio de Janeiro, os principais setores produtivos, com destaque para óleo e gás, e a estrutura do escritório da KPMG na região para atender às demandas locais.

Para esse bate-papo, os apresentadores André Coutinho e Carlos Gatti receberam Manuel Fernandes, líder do escritório do Rio e sócio-líder de Energia e Recursos Naturais da KPMG na América Latina, e Anderson Dutra, sócio-líder de Energia e Recursos Naturais e de Óleo e Gás da KPMG no Brasil.

Nesse primeiro bloco do programa, mais intimista, os convidados contaram sua trajetória profissional e um pouco de sua vida pessoal.

Manuel Fernandes nasceu na Ilha da Madeira, em Portugal, e, ainda criança, desembarcou no Rio de Janeiro com a família no início da década de 1970. Ele falou sobre sua família e sua paixão por viajar. Ele ingressou na KPMG em 1986, no escritório do Rio de Janeiro, trabalhou por dois anos no escritório de Boston, nos Estados Unidos, e atualmente atua na execução de estratégias do escritório no Rio.

Anderson Dutra é "carioca da gema", se define como extrovertido, colaborativo e apaixonado pela família e pela profissão. Trabalha há 20 anos na KPMG e teve passagem pela KPMG em Amsterdã, na Holanda. Desde 2014, lidera o setor de Óleo e Gás.

Confira mais desse bate-papo:

Potencial do Rio de Janeiro
Manuel Fernandes falou sobre a estrutura do escritório do Rio, com aproximadamente 550 profissionais,que atendem todas as unidades de negócio. O escritório abriga uma unidade da Leap, que reúne plataformas de startups, e uma importante unidade de automação.

Durante muitos anos, o escritório adotou como estratégia buscar o conhecimento setorial, como seu grande diferencial. Manuel destaca o conhecimento do setor de energia, que hoje corresponde a 46% do atendimento do escritório. Ele ressalta também a participação importante dos serviços financeiros. Os setores considerados primordiais no Rio têm um líder especialista, entre eles varejo, seguros, entretenimento e real estate.

Anderson Dutra falou sobre as mudanças do mercado depois da quarentena e as estratégias adotadas pelas empresas de forma geral.

Ele também comentou a importância do segmento de óleo e gás para a América Latina, com destaque para a diversidade de empresas atuando no setor, muitas ligadas ao mercado empreendedor e com forte ligação com o capital estrangeiro.

O setor representa 13% do PIB nacional e 30% do PIB do Rio de Janeiro. O estado é responsável por 71% da produção nacional. Confira:



Transformação no setor
Manuel Fernandes destacou os altos investimentos que o setor de óleo e gás recebe em tecnologia. Em se tratando de transformação, as empresas fornecedoras vêm cada vez mais investindo em tecnologia, fator necessário para manter a competitividade, considerando as metas de descarbonização.

Dutra ressaltou as jornadas de transformação das empresas desse mercado, com a implantação de várias tecnologias, que agora caminham para a integração.

Nesse bloco, os participantes falaram das inovações, da competitividade do pré-sal, dos ativos ligados ao setor e também das questões regulatórias.

A transformação energética também foi destaque nesse debate. Ouça a última parte do programa:

 

Na foto acima, a partir da esquerda, Manuel Fernandes, Anderson Dutra, André Coutinho e Carlos Gatti.

Se você é profissional KPMG e trabalha no escritório do Rio de Janeiro, participe do desafio enviado diretamente para o seu e-mail, e concorra a uma bolsa de academia do gift KPMG.

Caso não o tenha recebido, entre em contato com o Marketing em br-fmcomunicacaokpmg@kpmg.com.br

Você tem até o dia 22 de junho para responder ao desafio.

Participe!

()