Você não tem permissão para ver essa notícia

Iniciativas institucionais

Enactus: pandemia e o futuro em debate

Evento online terá a participação do presidente Charles Krieck.

15 de julho de 2020

O Evento Nacional Enactus Brasil (ENEB) 2020 entra, hoje, em seu segundo dia  para mostrar como a ação empreendedora e a inovação compartilhada estão transformando vidas. O ENEB conecta estudantes, jovens empreendedores, professores e empresários e, pela primeira vez, exibe transmissão online, no canal do Enactus no YouTube.

O evento tem o apoio da KPMG, que tradicionalmente acompanha o processo de votação dos juízes para a definição dos vencedores em cada etapa. Nos três dias do evento, a KPMG acompanha, por meio da área de Cidadania Corporativa, a extração dos dados da ferramenta online para assegurar a consistência do resultado com a base de dados extraída do sistema. Hoje, a área vai validar a votação dos 8 finalistas que disputarão a final com seus projetos de responsabilidade social.  

Confira os principais destaques:

19h42 - Encerramento do segundo dia do evento. Amanhã (16), será o último dia do ENEB e você conhecerá o projeto de responsabilidade social ganhador dessa edição. Acompanhe a cobertura, aqui no app KPMG Brasil, a partir das 17h. O primeiro colocado brasileiro concorrerá, posteriormente, com mais de 30 países, ao prêmio mundial do Enactus. 

19h40 - Competidores da 4ª Liga deixam mensagens sobre aprendizado e motivação.

19h37 - Os participantes da Liga 3 enviam um recado para as comunidades beneficiadas por seus projetos e contam quais foram os principais aprendizados dessa experiência.
 
19h34 - Os semifinalistas da Liga 2 compartilham brevemente sua experiência no Enactus.

 

19h32 - Mensagem dos times que competiram na Liga 1 da semifinal do ENEB 2020.

19h24 - Os empreendedores compartilham também os próximos passos para consolidar os projetos e relatam os momentos mais marcantes para os times.

19h17 - Para representar toda rede Enactus, os empreendedores Felipe, Vinícius e Lívia, dos aplicativos Duki, Fique Próximo e Minha, respectivamente, entraram ao vivo na transmissão. Eles compartilharam os desafios do desenvolvimento dos projetos.

19h14 - Após relembrar as iniciativas transformadoras Enactus apresentadas no começo da noite, é o momento de conhecer o aplicativo Minha, uma ferramenta que traz suporte para mulheres que buscam auxílio em casos de violência doméstica.

18h58 - Krieck encerra sua participação com a seguinte mensagem: "o mercado de trabalho mudou, a geração de ideias está em todos os lugares. Quando pensarem em mercado, os membros da rede Enactus podem sempre manter a visão ampla para a inovação, que já faz parte da realidade".

 

18h51 - Criatividade, inovação, agilidade e colaboração são itens fundamentais para a nova realidade. Krieck adiciona mais aspectos importantes: "a natureza vem nos dando lições importantes, assim como o lado social, da colaboração. O Enactus se torna cada vez mais atual e focado no futuro, porque traz um empreendedorismo voltado às necessidades da sociedade. A palavra de ordem  hoje é ESG, (sigla em inglês para) meio ambiente, realidade social e governança. Conseguimos provas de que o ser humano não é tão inofensivo, vimos os índices de poluição diminuir. A lição do futuro que estamos aprendendo une os lados social e de meio ambiente para gerar inovação”.

18h37 - Sobre o home office, o CEO contou que a KPMG definiu que seguirá com o escritório para os momentos em que as equipes precisam estar reunidas, mas o trabalho remoto deve se manter também. 

 

18h34 - Sobre contratação de profissionais durante a pandemia, Krieck explica que estamos vivendo uma nova realidade. “De uma forma geral, o trabalho remoto, principalmente em atividades não ligadas à manufatura, será cada vez mais comum. Hoje, já temos pessoas de outros países trabalhando para nós, o mercado mudou e a concorrência de emprego vai mudar. Quando vejo que a pessoa tem participação no Enactus em seu currículo, já sei que ela tem visão social, o que para mim tem valor”

18h29 - Krieck comenta como a KPMG aprendeu com os colegas da Ásia o que poderia acontecer com a chegada da pandemia ao Brasil. A empresa uniu o comitê de crises e tomou a decisão de colocar todos os profissionais para trabalhar em casa. "Foi desafiador organizar a forma como isso iria acontecer, então, as decisões da KPMG foram diferentes para cada país, tendo sido tomadas de acordo com as recomendações de cada região, mas buscaram transmitir segurança a todos com foco na transparência. Tem sido um período de muito aprendizado".

18h26 - Maurício Adade explica como foi perceber que a situação não estava bem em outros países antes da pandemia chegar ao Brasil e como a empresa realizou ações para conter os impactos do avanço da Covid-19. Ele afirma que, na época, pareceram ações antecipadas, mas acabaram se mostrando importantes para os negócios.

18h24 - Ana Paula Assis compartilha a experiência da empresa de ativar o comitê de crise no começo da pandemia, adequando o trabalho para o que viria a acontecer nos próximos meses.

18h22 - Sessão de perguntas sobre a pandemia e o “novo normal”.

18h19 - Krieck responde à pergunta de um espectador sobre erros cometidos no exercício profissional. “Já cometi vários erros. E quanto mais temos oportunidades de errar, mais a gente aprende, mas é importante se informar para errar cada vez menos. E planejar. Já nesse momento de pandemia, não tivemos tempo para planejar, os acontecimentos foram inesperados. Mudamos toda forma de trabalho em pouco tempo, mas quanto mais oportunidade de planejar e colocar metas, melhor é para se preparar para o futuro".

 

18h17 - Os líderes comentaram sobre o panorama atual, inesperado para o mundo todo, e a necessidade de transformação nesse momento.

18h10 - Charles Krieck comentou: “Obrigado pela oportunidade de estar aqui, a KPMG está com o Enactus no Brasil desde 1998. Num mundo tão diferente em que estamos, quanto mais olharmos para a responsabilidade social, o empreendedorismo e o empoderamento dos jovens ajudando comunidades, melhor vai ser nosso país e o empreendedor, pois teremos empresas com responsabilidade social no futuro".

18h06 - A mesa redonda, mediada por Eduardo Migliano, da 99 Jobs, conta com a participação de Maurício Adade, CEO da DSM; Ana Paula Assis, CEO da IBM; e Charles Krieck, presidente da KPMG no Brasil e na América do Sul.

 

18h04 - Em um cenário sem precedentes de pandemia, como as empresas estão lidando com esse momento? Para saber essa resposta e quais são os próximos passos, começa agora a mesa redonda O futuro chegou: e agora?

17h58 - Depoimentos de líderes das comunidades que receberam o apoio Enactus durante esse período e puderam seguir com seus negócios e empreendimentos.

17h55 - A rede Enactus uniu os estudantes em um comitê de crise para pensar em soluções e transformar a realidade do novo normal. O resultado foi a criação de 93 projetos em uma semana e a realização de 164 ações de apoio às comunidades.

17h23 - Outra iniciativa de destaque: a rede Enactus realizou uma pesquisa com 300 pessoas para conhecer as principais dificuldades da população durante a pandemia e criou o aplicativo Fica Próximo, para aproximar clientes e pequenos negócios.

17h20 - Com a pandemia, milhares de estudantes ficaram sem aulas e sem acesso aos materiais de ensino. A startup Duki criou um app para acompanhar os estudantes com conteúdo, planos de estudos e monitoria.

17h03 - Um vídeo exibido no início mostrou que muitas empresas apoiaram as ações Enactus para combater as consequências da pandemia. Foram milhares de kits de higiene pessoal distribuídos e centenas de cestas básicas. Muitos jovens participaram ativamente dessas iniciativas.

17h03 - Começa o segundo dia de ENEB 2020 com um panorama de como a pandemia da Covid-19 impactou o Brasil e como a rede de estudantes, professores e líderes empresariais do Enactus se mobilizou para transformar esse cenário.

 

()