Você não tem permissão para ver essa notícia

Iniciativas institucionais

Impacto da Covid-19 nos negócios

Confira os resultados da pesquisa inédita realizada pela KPMG no Brasil.

29 de julho de 2020
uma pessoa segurando uma maquina de cartão de crédito e outra pessoa segurando o celular próximo a maquina

Empresários de todo o país foram impactados pelas mudanças imediatas estabelecidas para controlar a pandemia da Covid-19. O novo cenário trouxe uma realidade sem precedentes para os negócios e as perspectivas do mercado.

Para entender o real impacto desses acontecimentos, a KPMG no Brasil realizou uma pesquisa inédita com 91 empresários de todas as regiões do país e coletou dados relativos aos meses de abril e maio de 2020 para construir um panorama preciso do momento atual. 

“Os dados refletem o impacto da Covid-19 em 11 setores brasileiros. Alguns deles registraram uma queda significativa no faturamento e na receita, como os segmentos de consumo e mercado industrial, mas outros acabaram ganhando lugar de destaque como tecnologia e telecomunicações. Neste caso, houve aumento de demanda à medida que o isolamento social era mantido pelos governos”, explica o sócio-líder de Clientes e Mercados da KPMG no Brasil e na América do Sul, André Coutinho.

A pesquisa indica que em abril, logo no início das medidas de restrição às atividades, 18,68% das empresas analisadas tiveram uma redução de 10% a 30% em suas receitas em comparação ao mesmo período de 2019. No entanto, 16,48% das empresas registraram aumento de receitas.

No mês de maio, a redução de 10% a 30% nas receitas atingiu 26,37% das empresas, um número significativo para os negócios. Aproximadamente 25% dos empresários acreditam que o faturamento anual deve diminuir nessa mesma escala percentual, 10% a 30%.

A pesquisa também compartilha dados sobre a gestão dos negócios durante a pandemia. Gestões de crises, financeiras e de pessoas estão entre os tópicos abordados, assim como a importância da tecnologia para o momento e a prática do trabalho remoto.

As previsões para 2021 são mais otimistas. Confira todos os dados detalhados clicando aqui.

()