Você não tem permissão para ver essa notícia

Mercados Industriais

Um novo conceito de mobilidade

Novas tecnologias irão causar mudanças disruptivas na mobilidade até 2030.

28 de julho de 2020
ilustração de ícones que representam a conectividade digital

O estudo Mobilidade 2030: transformando o cenário urbano, lançado recentemente pela KPMG, apresenta uma análise abrangente sobre as tendências e perspectivas da mobilidade em todo o mundo.

A base da mudança está fundamentada em três pilares disruptivos: a eletrificação de veículos e dos conjuntos alternativos de motor e transmissão; os veículos conectados e autônomos (CAVs); e a mobilidade do serviço (MaaS ou Mobility-as-a-Service).

Todo o ecossistema da mobilidade, tanto no Brasil quanto no mundo, será impactado, e a forma de transporte de pessoas e mercadorias se adaptará ao novo cenário. O estudo aponta que a mobilidade do futuro contará com meios mais seguros e econômicos de locomoção.

Destaque do estudo

Os governos já estão investindo em infraestrutura para carregamento de veículos elétricos. O custo das baterias diminuiu nos últimos anos, e a estimativa é que caia pela metade até 2030 por conta da evolução tecnológica na produção.

Serviços de mobilidade com veículos autônomos podem ficar até 40% mais baratos do que manter um veículo particular até 2030.

O conceito de transporte como prestação de serviço fica mais forte à medida que os consumidores e empresas abandonam a ideia de ter um veículo particular.

Acesse o estudo completo para conhecer todas as tendências para o futuro da mobilidade. Clique aqui.

()